segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A Rosa, a pena
Na rosa
da pena,
pousei
minha boca.

Com a
pena
da rosa
sangrei-me
no espinho.

Com
a rosa
da pena
flori
um poema .

Luiz Delfino
12012009

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial