domingo, 18 de janeiro de 2009

Se em guerras se falam

Se em guerras se falam
Amigos(as) Preocupa-me aqui a conotação cruel que procurei passar, com humildade, por meio destes versos.Mas a bem da verdade é que conheço quem gostaria de declamar estes versos em alto e bom som, com orgulho, pela "coragem que tem" de dizer em público, por diversas vezes, que fora treinado para ser frio com seus semelhantes.Gostaria de citar seu nome, mas é muito poderoso e, sendo assim...coragem não tenho... Abraços Luiz Delfino

Se em guerras se falam,
eu mais me contenho,
engasgo, me calo,
- coragem eu tenho.

Se há mil crueldades,
por mil não me empenho,
engasgo as verdades
- coragem eu tenho.

Se a guerra for Santa
a santa desdenho,
engasgo mais tantas,
- coragem eu tenho.

Se for palestino,
também o desdenho
engasgo o destino,
- coragem eu tenho,

Se for um judeu,
judeus eu desdenho,
engasgo o sandeu.
- coragem eu tenho.

Se for um cristão
cristãos eu desdenho,
engasgo um irmão,
- coragem eu tenho.

Se for meu tesouro
já nisto me empenho;s
e for tudo em ouro
é meu, me contenho.

05012009

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial